Saúde

Como saber se o gato está com dor? Veja algumas dicas para identificar qualquer desconforto no seu bichano

O gato com dor pode apresentar mudanças de comportamento repentinas
O gato com dor pode apresentar mudanças de comportamento repentinas

Aprender como saber se o gato está com dor é um desafio para todo gateiro. Felinos são animais com fama de independentes e resistentes, mas a verdade é que eles são mestres em esconder qualquer tipo de desconforto. Conhecer cada passo da rotina do seu gato pode ajudar a identificar dores e qualquer problema de saúde, isso porque eles podem apresentar mudanças bem sutis de comportamento. Gato com dor pode precisar de um atendimento médico imediato. Para te ajudar quando se perguntar "como saber se meu gato está com dor?", separamos 5 sinais que precisam da sua atenção!

1) Gato não consegue andar ou está com dificuldade para se locomover

Os felinos são animais muito flexíveis e que estão sempre saltando de um lugar para o outro ou subindo nos lugares mais altos da casa para acompanhar o movimento. Se você observar o gato mancando ou com alguma dificuldade para expressar seus comportamentos naturais, pode ser que ele esteja com dor.

2) Gato agressivo de uma hora para outra

A ideia de que todos os felinos não gostam de ser acariciados por seus humanos é apenas mito. O carinho no lugar certo é muito apreciado pelos bichano e todo tutor sabe o momento e o lugar ideal para isso. Se do nada o gato fica agressivo ou manifesta alguma reação diferente ao ser tocado, pode ser que ele esteja sentindo dor em algum membro ou área do corpo.

3) Fazer as necessidades fora da caixa de areia

Muitas coisas podem justificar o gato fazendo as necessidades fora da caixa de areia: estresse, ansiedade ou um protesto por alguma insatisfação. Por outro lado, xixi e cocô no lugar errado podem indicar problemas no trato urinário ou um gato com dor de barriga. Nesses casos, ele pode não conseguir chegar a tempo no lugar correto. É importante não brigar ou gritar com o animal quando isso ocorrer, principalmente se você não souber a causa exata do comportamento. A ida à caixa de areia em excesso também pode indicar que algo não está bem com ele.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O gato mancando ou com dificuldade de locomoção é um sinal claro de dor
    O gato mancando ou com dificuldade de locomoção é um sinal claro de dor

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    4) Gato miando mais que o normal

    O miado de gato é uma ferramenta de comunicação muito utilizada por esses animais. Com a vocalização, o bichano expressa felicidade, carência, fome e até medo. Se o seu gato passa a miar desesperadamente e de uma hora para outra, pode ser que ele esteja tentando chamar a sua atenção para algo que não está bem. Esse é um sinal claro de como saber se o gato está com dor. Observe se ele apresenta algum outro sintoma e leve-o ao veterinário para um check-up.

    5) Gato não quer comer

    Os felinos são animais bem exigentes com a alimentação e gostam de comer sempre no mesmo horário. Por isso, as alterações de apetite podem indicar que o seu gato está sentindo dor ou até significar um problema de saúde mais grave. O desconforto pode deixar ele mais apático e sem fome. Nesse caso, é importante levá-lo ao veterinário de confiança o quanto antes.

    Gato com dor: o que fazer?

    O gato com dor pode indicar diferentes problemas de saúde: fraturas, doenças e até uma reação alérgica. A melhor forma de prosseguir é levando o animal a uma consulta com o veterinário. É importante listar para o profissional qualquer mudança de comportamento observada ou mesmo se o gatinho comeu ou teve contato com alguma substância diferente. Essas informações são fundamentais para o diagnóstico correto.

    Redação: Luana Lopes

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Próxima matéria

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Vai se mudar de casa? Veja algumas dicas para adaptar seu gato ao novo ambiente!
    Comportamento

    Vai se mudar de casa? Veja algumas dicas para adaptar seu gato ao novo ambiente!

    Gatos são conhecidos pela independência e instinto territorialista, mas a verdade é que os felinos também são muito apegados aos seus pertences. Casa, brinquedos, caminha, móveis e humanos, tudo entra nessa lista. Se o seu gato costuma ter um lugar preferido para dormir ou ama ficar na janela observando o movimento da rua, saiba que qualquer mudança na rotina pode deixá-lo estressado, ansioso e até doente.

    Gato com dor de barriga: como identificar o desconforto e o que o sintoma pode indicar?
    Diarreia

    Gato com dor de barriga: como identificar o desconforto e o que o sintoma pode indicar?

    O sofrimento com dores de barriga não é algo exclusivo ao mundo dos humanos: os nossos bichanos também podem ter esse incômodo. A diarreia em gatos pode ser causada por diferentes razões, desde uma simples mudança na alimentação até problemas mais graves, como a panleucopenia felina. Ainda assim, por serem animais extremamente higiênicos, nem sempre é fácil identificar quando ele está passando por esse problema. Para te ajudar a reconhecer os sinais, nós juntamos aqui embaixo tudo o que você precisa saber sobre gato com dor de barriga. Dá uma olhada!

    Como ajudar seu gato obeso a perder peso? Veja algumas dicas!
    Saúde

    Como ajudar seu gato obeso a perder peso? Veja algumas dicas!

    A obesidade é um dos problemas mais comuns quando se trata da saúde dos gatos. Como os felinos são naturalmente mais preguiçosos e gostam de passar boa parte do dia deitados, a falta de exercícios físicos muitas vezes acaba deixando o gato gordo. Se isso for atrelado à uma alimentação inadequada, o quadro se torna ainda mais difícil de evitar. Então, como reverter essa situação e ajudar o gato obeso a perder peso? Que tipos de brincadeiras e exercícios podem começar a fazer parte da rotina desses felinos? Existe algum tipo de ração para gatos obesos? Para te guiar nessa tarefa, separamos algumas dicas que podem ajudar o seu gatinho a emagrecer. Dá só uma olhada!

    Como dar remédio para gato sem deixá-lo muito agitado? Veja algumas dicas para não errar!
    Cuidados

    Como dar remédio para gato sem deixá-lo muito agitado? Veja algumas dicas para não errar!

    Para muitos tutores, descobrir como dar remédio para gato pode ser um desafio e tanto. Enquanto alguns animais têm mais facilidade para aceitar a medicação, outros podem apresentar sinais de estresse e agitação na hora de tomar a cápsula ou comprimido. A verdade é que não há uma técnica ideal que funcione para todos os gatos. Você deve testar diversos recursos até conseguir encontrar uma maneira eficaz de administrar o medicamento para o seu bichinho. Pode ser um processo frustrante de tentativa e erro, mas eventualmente você encontrará um sistema viável, que pode envolver comida ou não.

    Ver Todas >

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?
    Saúde animal

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?

    Não é muito difícil perceber quando algo está errado com a saúde do cachorro. Geralmente, o próprio cão dá indícios disso, ainda mais se for na região genital: ele tende a lamber essa área de forma exagerada, mostrando que tem alguma coisa o está incomodando. Mas além disso, também é possível perceber que, em alguns casos, o cachorro libera uma secreção pelo pênis, o que costuma preocupar bastante os tutores. Será que essa é uma situação normal ou pode ser indicativo de doença? 

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!
    Saúde animal

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!

    Quando o assunto é um cachorro fazendo xixi, é normal que uma das maiores preocupações do tutor seja com o animal fazendo suas necessidades no lugar certo. Mas outro fator que também merece a atenção dos humanos é quanto ao aspecto da urina dos cães. A cor do xixi do cachorro é capaz de indicar vários problemas de saúde no seu amigo de quatro patas e, por isso, é importante conseguir identificar quando o líquido está saudável ou não. 

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?
    Saúde animal

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?

    Cuidar da saúde do cachorro é dever de todo tutor. Mas, é comum alguns gastos inesperados com veterinário podem surgirem no meio do caminho. Justamente por isso, algumas empresas passaram a ofertar plano de saúde para cachorro com um preço fixo e mensal. Com o serviço, é possível garantir que o seu cãozinho terá acesso a uma série de benefícios veterinários dentro da rede credenciada. 

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados
    Saúde animal

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados

    Uma das doenças mais graves que pode atingir os gatos é a Peritonite Infecciosa Felina (PIF). Embora não tenha cura e nem um tratamento específico, o diagnóstico precoce é fundamental para controlar os sinais clínicos do problema e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida do gatinho doente. Por isso, é importante ficar atento quanto aos efeitos da PIF felina para buscar o auxílio de um médico veterinário caso haja qualquer suspeita da doença.

    Ver Todas >