Antipulgas

Coleira antipulgas para gatos funciona?

Coleira antipulgas para gato é uma opção vantajosa? Conheça o produto abaixo!
Coleira antipulgas para gato é uma opção vantajosa? Conheça o produto abaixo!

As pulgas também podem atingir os gatos, mesmo aqueles que não têm acesso a rua ou contato com outros animais. Assim como nos cães, os parasitas causam muito incômodo nos felinos. Elas costumam ficar na região das costas, patas traseiras, rabo e pescoço, e podem ser difíceis de visualizar. Em todos os casos, se o seu gatinho está se coçando ou fazendo a autolimpeza em excesso, é bom ficar atento. Para evitar esse problema, é essencial que você inclua na rotina de cuidados algo para controlar os parasitas: uma opção é a coleira antipulgas para gatos. Como o produto ainda não é muito comum entre os pais de gatinhos, explicamos tudo que você precisa saber aqui embaixo. Confira!

Antipulgas para gatos: como funciona a coleira?

Acabar com as pulgas em gatos não é uma tarefa difícil. Dentre todas as opções (spray, comprimidos, shampoos medicamentosos ou sabonetes), a coleira antipulgas para gatos tem a vantagem de durar mais: o intervalo mínimo é de dois meses, mas há modelos que prometem proteção por até oito meses. Mas como funciona? A coleira, quando colocada no pescoço do seu gatinho, começa a liberar uma substância que se espalha por todo o corpo do animal. Os componentes do produto são tóxicos para os parasitas (alguns modelos também agem contra carrapatos e ácaros), mas não oferecem risco para os felinos.

No ponto de vista financeiro, a coleira antipulgas para gatos pode até ser mais cara, mas é vantajosa por ter um efeito mais prolongado - logo, você não precisará fazer a troca todo mês. A Carol Loss, do Rio de Janeiro, usa coleira antipulgas na gatinha Mimi. Por ter a pelagem escura, é mais difícil ainda localizar as pulgas. Apesar da felina viver dentro de casa, sua tutora optou pela coleira para deixá-la mais protegida. “Na primeira vez que ela usou, estranhou o cheiro, mas rapidamente se acostumou e não teve nenhuma reação alérgica. Ela sobe nas camas e nunca achei nada em casa. A coleira funcionou bem”, conta Carol.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Antipulgas para gatos: é muito importante fazer o controle do ambiente para que o felino não seja infestado novamente
    Antipulgas para gatos: é muito importante fazer o controle do ambiente para que o felino não seja infestado novamente

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Coleira antipulgas para gatos funciona, mas também é preciso controlar o ambiente

    A coleira antipulgas para gatos costuma ser eficaz, mas o produto não faz o controle dos parasitas no ambiente. Por isso, não adianta tratar o animal se ele voltará a ter contato com as pulgas. O local onde ele vive deve estar sempre limpo e higienizado. Sofás, camas, almofadas e outros estofados merecem um cuidado especial: precisam ser lavados com produtos hipoalergênicos. Uma capa protetora também pode ajudar a evitar que as pulgas se instalem nesse tipo de móvel. Além disso, apartamentos e casas com pisos de taco de madeira precisam de um cuidado extra: as pulgas se escondem nas frestas. Produtos específicos podem ser aplicados no ambiente, mas lembre-se de buscar aqueles que não são tóxicos para o animal ou crianças.

    Qual é o melhor antipulgas para gatos?

    Antes de escolher um antipulgas para gatos, é importante avaliar as opções junto com o veterinário. O profissional vai verificar o histórico do animal (alergias, doenças etc) e recomendar as melhores opções. Em todos os casos, vale testar o que melhor se adapta com o gatinho - e com o seu bolso, claro.

    Redação: Júlia Cruz

    Gato picado por abelha: o que fazer?

    Próxima matéria

    Gato picado por abelha: o que fazer?

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas
    Pulga

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas

    Quem tem um cachorro sociável, que costuma frequentar lugares com outros animais, sabe que o cuidado com a higiene do animal é necessário não apenas por causa do conforto, mas também é uma questão de saúde. Em ambientes como esses, as infestações de insetos como o carrapato e a pulga de cachorro acontecem com a maior facilidade do mundo e, depois disso, cada dono vai ter que escolher a melhor maneira de lidar com o problema. Se você ainda não sabe como acabar com pulgas de cachorro na sua casa, descubra mais sobre as diferentes soluções para esse problema!

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Coleira para gatos é realmente necessária? Veja os modelos disponíveis e como o felino reage ao acessório
    Cuidados

    Coleira para gatos é realmente necessária? Veja os modelos disponíveis e como o felino reage ao acessório

    Gatos são considerados animais independentes e, por isso, não costumam ter sua liberdade limitada dentro de casa. Andam por todos os lados, escalam móveis e janelas, se escondem. Mas e quando o gato é fujão ou gosta de explorar todos os cantos? O ideal é sempre telar janelas e limitar o acesso aos ambientes internos para que o bichano esteja sempre seguro, mas sabemos que existem casos e casos e alguns gatos acabam tendo acesso ao quintal, por exemplo, e até passeiam com os donos.

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Ver Todas >

    Epilepsia em gatos: veterinária tira dúvidas sobre o problema de saúde
    Saúde animal

    Epilepsia em gatos: veterinária tira dúvidas sobre o problema de saúde

    Quando se trata da saúde do gato, todo cuidado é pouco. Assim como acontece com os humanos, os felinos também são vulneráveis a vários problemas bem desagradáveis, como a epilepsia. O distúrbio afeta o sistema nervoso central e gera consequências como a convulsão em gatos. A situação pode assustar bastante os tutores, por isso é importante conhecer cada detalhe da doença. 

    Como aumentar a imunidade do gato? Veja algumas dicas!
    Saúde animal

    Como aumentar a imunidade do gato? Veja algumas dicas!

    A preocupação com a saúde dos gatos é inevitável, afinal os bichanos são praticamente como se fossem filhos de quatro patas para os seres humanos. Por isso, além de oferecer uma boa alimentação para esses animais, muitos tutores também procuram por alternativas de como melhorar a imunidade do seu gato para evitar problemas de saúde. Como muitos sabem, a vitamina C é indispensável nessa missão, mas onde ela pode ser encontrada? 

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?
    Saúde animal

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    O sistema digestivo do cachorro é composto por boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus e cada um desses órgãos possui uma atividade específica durante a digestão dos alimentos. O problema é que, assim como ocorre com os humanos, os cães também podem sofrer com algumas doenças que atingem o sistema digestivo canino e que são causadas por fatores que variam desde a ingestão de alimentos contaminados até quadros de estresse ou ansiedade. 

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Ver Todas >