Castração

Castração de gato: saiba a partir de que idade é possível fazer a esterilização do seu pet

Veja qual a idade ideal para castrar o seu gato
Veja qual a idade ideal para castrar o seu gato

Muito se fala sobre a importância da castração de gatos, mas você sabe a partir de que idade o procedimento é indicado? Para começar, vamos falar sobre os principais benefícios da cirurgia: a esterilização de felinos é a melhor maneira de evitar doenças, crias indesejadas e as fugas comuns dos gatos durante o cio. A castração também ajuda a controlar a superpopulação de animais de rua e impacta até na propagação de doenças entre os bichinhos. Quer saber a partir de que mês de vida seu gato pode operar? Então, vem com a gente!

Quando posso castrar meu gato? Veja qual idade ideal para esterilizar o felino

Embora muitos achem que é preciso esperar o primeiro cio para a castração de gata fêmea, não é necessário! Inclusive, o ideal é fazer antes do cio, pois é um período muito complicado para as gatas, que costumam ficar muito agitadas, miam bastante e tendem a querer fugir para acasalar a qualquer custo. E um alerta: não castre sua gata durante o cio, porque aumenta os riscos da cirurgia.

Quanto mais cedo forem castrados, mais benefícios e mais fácil a recuperação dos felinos. A idade ideal é entre 6 e 8 meses, mas sempre consulte seu veterinário para tirar todas as dúvidas e fazer um check-up antes de marcar a cirurgia.

Quanto ao mito da fêmea precisar esperar o primeiro cio, saiba que, se castradas antes, o procedimento evita o surgimento de câncer mamário, por exemplo. Então, além das primeiras vacinas, a chegada de um gatinho requer o planejamento para a castração. Nos machos, a castração enquanto filhotes impede que eles desenvolvam o instinto de marcar território com urina. Isso é muito bom, principalmente para os animais que moram em apartamento!

Castração de gatos: preço não pode ser um empecilho!

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    A esterilização do gato é super importante para a saúde do seu bichinho
    A esterilização do gato é super importante para a saúde do seu bichinho

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Você já viu que a castração só traz benefícios para o seu gato, né? Então ao adotar ou comprar um gatinho, saiba que o custo da cirurgia entra na lista de prioridades. Os valores variam por região e também podem ser diferentes para macho e fêmea. No geral, o preço da castração de gatos fica entre R$ 500 a R$1000, incluindo o custo com o anestesista.

    Para quem não tem condições de castrar em uma clínica particular, algumas prefeituras já realizam a cirurgia gratuitamente. Outra opção são as universidades de veterinária que oferecem a esterilização a preços populares.

    Saiba qual a melhor ração para gatos castrados


    Após castrados, os gatos sofrem uma brusca mudança de hormônios que diminuem consideravelmente as atividades do dia a dia - isso sem contar que os felinos já costumam dormir 18 horas por dia. Para evitar o sobrepeso e obesidade, o ideal é oferecer uma ração específica em vez de apenas diminuir a quantidade oferecida. Ofereça uma ração de baixo índice calórico e rica em fibras para que o seu animal não passe fome e tenha todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento.

    Gato no cio: saiba quanto tempo dura


    Outra vantagem da castração é evitar a fuga do gato no cio. Mas só a cirurgia não faz milagre, viu? O ambiente precisa ter tela nas janelas, porque o instinto felino é sempre querer dar uma voltinha por aí!

    O cio de uma fêmea dura entre 8 e 12 dias e se repete a cada dois meses, aproximadamente. Já existem vacinas contraceptivas para as gatinhas mas o método divide opiniões sobre a saúde dos animais. De qualquer forma, a vacina deve ser indicada pelo seu veterinário.

    Cachorro com olho vermelho: 5 razões para o problema

    Próxima matéria

    Cachorro com olho vermelho: 5 razões para o problema

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência
    Saúde

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência

    Ainda que os gatos sejam animais que passam praticamente toda a vida dentro de casa, eles não estão imunes a acidentes. Engasgo, intoxicação, envenenamento, convulsões ou atropelamento: em todos os casos, o tutor precisa de conhecimento para agir imediatamente. Pode ser difícil no momento de desespero, mas é essencial manter a calma para ajudar o seu amigo antes de correr para o veterinário mais próximo. Para te ajudar a se preparar para situações de emergência com o seu gatinho, o Patas da Casa preparou um guia completo de primeiros socorros com a ajuda do médico veterinário Frederico Lima. Confira!

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!
    Vômito

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

    O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

    Meu gato deita na caixa de areia: saiba como descobrir o motivo e o que fazer para evitar
    Caixa de areia

    Meu gato deita na caixa de areia: saiba como descobrir o motivo e o que fazer para evitar

    A caixa de areia é um dos principais utensílios que você precisa ter assim que recebe um gatinho em casa. Além de ser o único lugar onde o felino faz xixi e cocô, o acessório também é um sinal da personalidade organizada e higiênica que é comum nesses animais. Justamente por isso, quando seu gato começa a passar mais tempo do que o necessário na caixa de areia, deitando no recipiente e, às vezes, até dormindo por ali, você pode ter certeza que alguma coisa está errada! Descubra, aqui embaixo, o que pode estar causando esse comportamento e como você pode ajudar seu gato a parar de deitar na caixa de areia!

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário
    Diarreia

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário

    Gato com diarreia não é uma condição rara, mas precisa de alguns cuidados. Assim como acontece com o organismo humano, o dos felinos também demonstra alguma fragilidade através de desordem intestinal. Troca de ração, vermes, vírus, alimento estragado ou até mesmo desidratação podem causar diarreia em gatos.

    Ver Todas >

    Depressão em cachorro: quais as causas, sinais mais comuns e como é feito o tratamento?
    Saúde animal

    Depressão em cachorro: quais as causas, sinais mais comuns e como é feito o tratamento?

    Assim como os humanos, os cães não estão livres de problemas de caráter psicológico e emocional. A depressão em cachorro, por exemplo, é uma doença mais comum do que se imagina. Nesse caso, existe uma série de motivos que podem estar por trás de um cachorro depressivo, como mudanças de lar, a chegada de novos membros na família ou até mesmo a perda de entes queridos. A depressão canina pode se tornar grave se não receber o devido cuidado.

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?
    Saúde animal

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?

    Não é difícil deixar um gato estressado. Com um temperamento sensível, até mesmo as pequenas mudanças no cotidiano influenciam o comportamento do gato. Isso se reflete na forma como ele se alimenta, brinca, interage com os humanos e até no uso da caixa de areia. Mas você sabia que o aumento do nível de estresse podem deixar o gato doente? Isso mesmo! Os hormônios do estresse são capazes de desestabilizar o organismo do animal, revelando doenças que podem ser bem incômodas.

    Queda de pelo em gatos: quando o problema deixa de ser normal?
    Saúde animal

    Queda de pelo em gatos: quando o problema deixa de ser normal?

    Encontrar pelo de gato caídos pela casa - seja em cima do sofá, da cama ou até mesmo presos às roupas - é uma situação bastante comum para quem tem um felino em casa. Mas quando isso começa a acontecer com uma frequência e quantidade maior do que o normal, é importante ficar atento. A queda de pelo em gatos pode ter diferentes causas, mas nem sempre é motivo de preocupação. Então, como saber diferenciar uma queda de pelos em gatos normal de um quadro mais grave? Quando se trata da queda de pelos em gatos, o que pode ser?

    Refluxo em cachorro: veja algumas dicas para evitar o incômodo
    Saúde animal

    Refluxo em cachorro: veja algumas dicas para evitar o incômodo

    Assim como os humanos, o cachorro tem refluxo e pode precisar de algumas adaptações para aliviar o incômodo. Várias causas estão ligadas ao problema: uso de medicamentos, comer muito rápido, alterações na alimentação, obstrução e até mesmo fatores hereditários - como é o caso de algumas raças com predisposição. O refluxo em cães ocorre quando o conteúdo do estômago volta para a boca por meio do esôfago e de forma totalmente involuntária.

    Ver Todas >