close
Castração

Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?

O gato castrado precisa de alguns cuidados específicos para uma boa recuperação. Saiba quais são eles!
O gato castrado precisa de alguns cuidados específicos para uma boa recuperação. Saiba quais são eles!

A castração de gato é um procedimento cirúrgico que vai muito além de evitar a gravidez indesejada e o possível abandono de animais: ela também é uma forma de cuidar da saúde do seu amigo de quatro patas. No entanto, é comum que muitos tutores se sintam inseguros com a cirurgia, principalmente porque é necessário ter alguns cuidados antes e depois de castrar gato. Pensando nisso, o Patas da Casa entrevistou o médico veterinário Guilherme Borges Ribeiro, de Petrópolis (RJ), para esclarecer quais são os principais cuidados pós-castração de gatos. Veja o que ele nos contou!

Castrar gato é uma medida importante e que traz vários benefícios!

Em primeiro lugar, é importante ter em mente que a esterilização dos animais é capaz de promover vários benefícios para os bichanos, e é justamente por isso que ela é tão recomendada. No caso dos machos, por exemplo, o veterinário ressalta que o procedimento ajuda na diminuição da necessidade de marcar território e também reduz as fugas do gato para procurar fêmeas no cio. Por outro lado, a castração de gata inibe esse período de cio, acabando com possíveis sangramentos e reduzindo as chances de infecções uterinas, visto que o aparelho reprodutor feminino (útero e ovários) é retirado por completo. Além disso, em ambos os casos há menos chances dos animais desenvolverem neoplasias nos órgãos genitais - câncer de próstata no caso dos machos, e câncer de mama no caso das fêmeas.

Cuidados pós-castração de gatos: saiba como cuidar do seu pet nesse período

Depois de passar pelo processo de castração, gato precisa de alguns cuidados fundamentais para ter uma boa recuperação. As principais recomendações, segundo Guilherme, são: “Repouso, uso de colar elizabetano ou roupa cirúrgica para excluir possibilidade de acesso ao local da cirurgia, administração de medicações e tratamento tópico no local da sutura, conforme prescrição em receita”. Além disso, o profissional também destaca a importância da comunicação entre o tutor e o médico veterinário do pet: “Qualquer dúvida ou problemas encontrados com o gato castrado, os tutores deverão informar imediatamente o profissional”.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Um dos cuidados pós-castração de gato é o uso de colar elizabetano
    Um dos cuidados pós-castração de gato é o uso de colar elizabetano

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Gato castrado precisa usar colar elizabetano ou roupa cirúrgica?

    Essa é uma dúvida bastante comum, principalmente porque os gatos dificilmente se adaptam a acessórios desse tipo. Pelo contrário: eles gostam de se sentirem livres, e é por isso que o uso de roupa cirúrgica ou colar elizabetano pode ser um problema às vezes. No entanto, o especialista explica que é, sim, bastante importante o uso de uma dessas peças de proteção para evitar que o gato castrado alcance o local da cirurgia, podendo lamber ou morder a região, o que pode levar a complicações. “Tenho pacientes que, infelizmente, necessitam dos dois. Não podemos subestimá-los, porque eles costumam ter esses comportamentos em momentos que não estamos atentos, como quando o tutor está dormindo, por exemplo.”

    A ração para gatos castrados é necessária para todos os felinos?

    Ao contrário do que muitos podem pensar, nem sempre o gato castrado precisa de uma ração específica. “Isso vai depender da resposta desses pacientes à castração, pois alguns felinos acabam engordando depois do procedimento e, por isso, precisam de maior controle ou de um manejo alimentar adequado com rações específicas”, explica Guilherme. Portanto, é importante estar atento a qualquer mudança no corpo do seu amigo de quatro patas. Caso perceba que ele está ficando acima do peso, converse com o veterinário sobre a possibilidade de migrar para uma ração para gatos castrados. Mas lembre-se: todo o processo de transição alimentar deve ser feito com calma e gradativamente, pois os felinos precisam se acostumar com a nova ração aos poucos.

    Castração de gato: tempo de recuperação e medicamentos necessários

    Segundo o veterinário, o tempo de recuperação e cicatrização da cirurgia é bastante individual, mas geralmente é solicitado que o paciente retorne ao consultório após duas semanas para a retirada dos pontos. Em alguns casos, porém, pode ser que isso demore um pouco mais porque vai depender do organismo de cada animal, e o veterinário só pode realizar a remoção dos pontos se tiver total segurança de que a cicatrização aconteceu do jeito certo. Além disso, é importante ter em mente que a medicação depois da castração de gato deve ser prescrita por um médico veterinário, porque é algo que vai depender da situação de cada paciente. Contudo, os analgésicos geralmente são necessários para evitar que a dor atrapalhe o pós-operatório, e melhorar o desconforto do animal nesse momento.

    Redação: Juliana Melo

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Próxima matéria

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?
    Saúde

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?

    Com uma gestação de gato à vista, é fundamental que o tutor tome alguns cuidados para que a gravidez da felina transcorra da melhor maneira possível. Mesmo que os gatos sejam animais autossuficientes na maioria dos casos, há diversas tarefas simples, mas essenciais, que você pode fazer para deixar a gata prenha confortável, feliz e tranquila. Após dar à luz, a mamãe e seus gatinhos recém-nascidos continuam precisando de atenção, especialmente se algo fora da normalidade ocorrer e você precisar ligar para o veterinário. Se sua gata está esperando uma ninhada, não se preocupe! O Patas da Casa reuniu as informações necessárias para que você prepare a futura mamãe para a chegada dos filhotes, além de dicas pós-parto. Confira!

    Parque para cachorros: quais as vantagens e cuidados que você deve ter?
    Passeio

    Parque para cachorros: quais as vantagens e cuidados que você deve ter?

    Não é difícil encontrar um parque para cachorros nos grandes centros urbanos, o que só prova o quanto esses animais se tornaram essenciais na nossa vida. Felizmente, nos últimos anos, esses companheiros passaram a ter mais espaço ainda na sociedade: é cada vez mais comum encontrar restaurantes, shoppings e outros espaços públicos que são “pet friendly”, isto é, que não restringem o acesso dos animais. O parcão, que é um lugar destinado a eles, é o local ideal para o seu cão socializar, brincar bastante, gastar energia e fazer novos amigos de quatro patas.

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia
    Castração

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia

    A castração de gato é importante por inúmeros fatores: previne doenças, evita fugas, marcação de territórios, entre outras vantagens.. Muitos donos adiam a castração de gatos por conta do preço, mas sabia que a esterilização pode ser feita gratuitamente em órgãos públicos ou entidades não-governamentais? Muitas universidades de veterinária também oferecem o serviço a preço popular.

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento
    Idoso

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento

    Com uma média de 16 anos de expectativa de vida, o gato idoso precisa de alguns cuidados específicos para uma velhice tranquila. A fase de vida requer algumas mudanças alimentação do gato, exercícios físicos, brincadeiras e cuidados básicos. A idade mais avançada ainda requer mais visitas ao veterinário, já que o bichano mais velhinho está propenso a desenvolver alguns problemas de saúde, como a Síndrome da Disfunção Cognitiva.

    Ver Todas >

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos
    Saúde animal

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos

    Você já ouviu falar em fluidoterapia em gatos? Muito comum em casos de insuficiência renal em gatos, a fluidoterapia em felinos é um tratamento de suporte que promove a hidratação do animal. É um procedimento versátil que pode ser aplicado de diversas maneiras e com fluidos específicos para cada situação. Para tirar todas as dúvidas sobre a fluidoterapia em gatos, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em gato e dona do Diário Felino Jéssica de Andrade.

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?
    Saúde animal

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?

    A FIV felina é considerada uma das doenças mais perigosas. Além de toda a preocupação ao resgatar ou adotar um gatinho, existe outra questão que precisa de cuidado: a fácil transmissão. Existem testes que detectam a patologia, e é necessário realizá-los antes de levar um novo gato para casa - especialmente se tiver outros gatos. O gato com FIV pode acabar transmitindo a doença para os outros residentes se não houver nenhum tipo de cuidado.

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina
    Saúde animal

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina

    A dirofilariose em gatos é uma doença em que os parasitas se alojam na corrente sanguínea do pet e pode chegar até o coração - por isso também é chamada de doença do verme de coração. O problema é uma das doenças causadas por tipos vermes de gato. A dirofilariose também pode atingir os cães e é temida por ser uma complicação de saúde muito perigosa para ambos os pets. 

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa
    Saúde animal

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa

    A dermatofitose em gatos é uma doença de pele silenciosa, porém muito comum de acontecer com os felinos. Mesmo que muitas vezes seja difícil de ser identificada, essa doença é altamente contagiosa e é classificada como uma zoonose, ou seja, também é transmissível para os humanos. Por isso, saber mais sobre os sintomas de dermatofitose é muito importante não só para o bem-estar de seu gato, como também do próprio tutor.

    Ver Todas >