A castração de cachorro é um procedimento importante na vida de todos os cães. O procedimento traz inúmeras vantagens ao animal, desde melhora no comportamento até a prevenção de doenças. Porém, apesar da castração em cachorro ser uma cirurgia comum, muitas pessoas ainda possuem dúvidas quanto a esse procedimento. Com quantos meses pode castrar o cachorro? Como o cachorro castrado fica após a cirurgia? Só filhote pode fazer o procedimento ou cão idoso pode ser castrado também? O Patas da Casa separou 7 perguntas que você pode ter sobre a esterilização canina e respondeu todas elas.

1) Com quantos meses pode castrar o cachorro?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O melhor momento para castrar o cachorro é quando ele ainda é filhote. Mas com quantos meses pode castrar o cachorro? O ideal é após a aplicação de todas as vacinas e antes de completar a maturidade sexual. Então, se você quer saber com quantos meses pode castrar o cachorro macho, o indicado é entre os sete e dez meses. Já na castração da fêmea, o ideal é antes do primeiro cio, por volta dos seis meses. Porém, o recomendado é conversar com seu veterinário de confiança, pois ele indicará com mais certeza qual o melhor momento para o seu pet, já que a hora da maturidade sexual pode variar de acordo com raça e porte.

2) Como ficam os testículos do cachorro castrado?

Na castração de cachorro macho, os testículos do animal são retirados. A cirurgia é feita com uma pequena incisão onde cada testículo é retirado. O resultado de como fica o saco do cachorro castrado após a cirurgia pode variar. Na maioria das vezes, os veterinários apenas fecham a pele com dois ou três pontos após a retirada dos testículos. Assim, a pele continua intacta, mas sem os testículos em seu interior. Já outros médicos decidem retirar a pele completamente. Depois de alguns anos, o local que era dos testículos fica quase imperceptível.

3) Como fazer curativo em cachorro castrado?

Após a castração, cachorro tem um período de recuperação que costuma durar entre 7 e 12 dias. Nessa fase, é fundamental manter o cão descansado, tranquilo e longe dos pontos. Movimentos muito bruscos podem fazê-los soltar. Além disso, o cachorro castrado pode lamber ou morder os pontos à mostra, causando infecções e problemas de saúde no animal. Para evitar que os pontos abram ou sejam fonte de complicações, o ideal é apostar em curativos na região. Uma maneira de como fazer curativo em cachorro castrado é enfaixar a região, sempre com recomendação e orientação de um veterinário. Outra opção é a roupa cirúrgica para cães. Com ela, os pontos ficam protegidos por mais tempo, evitando complicações no pós-operatório. Além disso, lembre-se que é importantíssimo que a região do corte seja limpa diariamente.

4) Com quanto tempo pode dar banho em cachorro castrado?

Após a cirurgia de castração de cachorro, é fundamental evitar a exposição dos pontos. Por isso, durante o tempo de recuperação o ideal é não dar banho. Mas então com quanto tempo pode dar banho em cachorro castrado após a cirurgia? O recomendado é esperar a retirada dos pontos. Isso geralmente acontece após mais ou menos 60 dias. Só então é permitido o banho, mas sem esfregar muito a região onde foi feita a incisão. É importante saber, porém, que o tempo de retirada dos pontos varia de acordo com o tempo de recuperação de cada animal. O ideal é conversar com o veterinário, pois apenas ele pode afirmar quando seu cãozinho estará pronto para um banho novamente. Se durante o período de recuperação o cão precisar de um banho após se sujar muito, deve ser feito à seco ou com toalha umedecida.  


Um exemplo de como fazer curativo em cachorro castrado é usar a roupa cirúrgica para proteger os pontos
Um exemplo de como fazer curativo em cachorro castrado é usar a roupa cirúrgica para proteger os pontos

5) Como é a castração de cadela? 

castração de cadela é um procedimento bem mais delicado do que nos machos. Após a cirurgia, a fêmea não poderá mais reproduzir, terá algumas mudanças no comportamento e ficará prevenida de algumas doenças como a piometra canina e o câncer de mama. Mas como é a castração de cadela? No caso das fêmeas, o corte da cirurgia é feito no abdômen. O tamanho varia de acordo com o porte. Durante a cirurgia, são retirados o útero e os ovário da cadela. Após o término, também é necessário um período de recuperação e os mesmos cuidados que o macho: evitar movimentos bruscos, usar curativos, roupa cirúrgica ou colar elizabetano e higiene no local da cirurgia. 

6) Cão idoso pode ser castrado? 

Apesar de o mais indicado ser realizar a castração no filhote, o cão idoso pode ser castrado sim! A cirurgia pode ser feita em qualquer momento da vida, mesmo nos cães que tem mais idade. O resultado é o mesmo, com a prevenção de doenças, diminuição dos comportamentos sexuais e ainda melhora a qualidade de vida. Com a idade avançada, o veterinário realizará exames para avaliar as condições para realização da cirurgia. Assim, indicará a melhor maneira que ela possa ser feita, evitando qualquer risco. Então, não só o cão idoso pode ser castrado como deve! 

7) Quanto custa para castrar um cachorro? 

É difícil definir exatamente quanto custa a castração de cachorro, pois os valores variam muito de uma cidade para outra. No geral, em clínicas particulares, o preço da castração costuma ficar entre R$500 e R$1000. Porém, em muitos locais existem clínicas que oferecem preços populares. Além disso, muitos projetos fornecem a castração de cachorro de forma gratuita. Portanto, para saber exatamente quanto custa para castrar um cachorro na sua região, vale fazer uma pesquisa para encontrar possíveis mutirões gratuitos e bons locais para a realização de cirurgia. Lembre-se sempre que nem sempre o lugar mais barato é o que oferece as melhores condições. Às vezes o barato sai caro, então pesquise se a clínica que você encontrou é segura e tem boas condições para a realização do procedimento.

Redação: Maria Luísa Pimenta