Gato

10 dicas para tornar a casa mais segura para os seus gatos

Publicado - 11 Fevereiro 2021 - 13h12

Atualizado - 08 Maio 2024 - 13h41

Adotar um gatinho é um ato de amor, mas também uma grande responsabilidade. Além dos cuidados básicos que os felinos precisam - como ração de qualidade, caixa de areia, fonte de água e outras coisas -, é necessário também fazer algumas adaptações em casa para garantir que o ambiente seja seguro para o pet. Os gatos são curiosos por instinto, mas essa mesma característica pode acabar sendo prejudicial para eles se não houver uma forma de impedir que acidentes aconteçam. Pensando nisso, o Patas da Casa reuniu 10 dicas que devem ser seguidas para tornar a sua casa um lugar mais seguro para os felinos.

1) A rede de proteção para gatos é um dos acessórios mais importantes

Um acessório indispensável para garantir a segurança dos felinos é a tela de proteção para gatos. Todo mundo sabe que os bichanos amam viver nas alturas, e justamente por isso as janelas representam um perigo enorme para eles, que podem se sentir motivados a pular ou até mesmo fugir. O problema é que, além de possíveis fugas, as quedas de alturas acima do segundo andar podem causar graves ferimentos nestes animais. Por isso, redes de proteção para janelas, basculantes ou qualquer outro buraquinho que permita o acesso do gato às ruas são essenciais.

2) Escolha plantas seguras para gatos

Para os gateiros que amam encher a casa de plantinhas, é importante ficar atento também. Nem todas as espécies são consideradas plantas seguras para gatos, e algumas são até consideradas venenosas, podendo prejudicar seriamente o organismo do felino. A espada-de-são-jorge, comigo-ninguém-pode, violeta, lírio e a azaleia devem ser evitadas, porque causam intoxicação nesses animais. Já a babosa, camomila, alecrim e valeriana são plantas seguras para gatos.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

3) Remédios e substâncias tóxicas para gatos devem ser guardados em locais seguros

Justamente pela curiosidade e instinto explorador bem aguçado, os gatos correm o risco de ingerir coisas que não fazem bem para a sua saúde. Os medicamentos de uso humano devem ser mantidos longe de qualquer animal de estimação. O mesmo vale para remédios que são indicados para pets, mas que precisam seguir os horários estipulados pelo veterinário. Além disso, substâncias tóxicas - como produtos de limpeza - devem ser guardadas em locais seguros para o gato não ter acesso.

4) Cuidado com os fios que ficam ao alcance do gato

Quem tem um gatinho já está cansado de saber que esses animais se divertem facilmente com qualquer tipo de fio - seja o carregador do celular, do fone de ouvido ou de algum eletrodoméstico. O cuidado deve ser redobrado com isso, pois deixar os fios expostos aumenta as chances de choque e machucados no animal, além do fato de que o gatinho pode acabar estragando o fio e, consequentemente, inutilizar sua função.

5) Guardar sacolas plásticas é necessário para evitar acidentes com o gato

O fascínio dos gatos pelas caixas de papelão é enorme, mas os bichanos também tem um outro alvo para essas brincadeiras: as sacolas plásticas. Da mesma forma que os gatos gostam de entrar dentro de uma caixa, eles também tentam entrar nas sacolas. A diferença é que elas são bem prejudiciais para os felinos. Em um simples brincadeira, o gato pode se enrolar na sacola e se asfixiar. Outra possibilidade é o gato engolir algum pedaço do material, o que causar engasgos. 

 

Gato atrás de tela de proteção com uma folha vermelha em cima

 

6) Não deixe o gato chegar perto do fogão

 

É extremamente perigoso deixar o gato ter acesso ao fogão, porque ele pode se queimar brincando com os botões ou até mesmo encostando em uma panela muito quente. Uma técnica que pode ajudar a “adestrar” o bichano para ele não ficar perto do fogão é colar  fitas dupla face na região ao redor. Isso causa um grande incômodo no gato e ele entende rapidamente que não deve mais andar por ali.

7) Cuidado com as cortinas perto do gato

Cortinas muito longas acabam sendo um grande entretenimento para os felinos, ao mesmo tempo em que representam um grande perigo. Eles vão tentar arranhá-las ou até mesmo puxá-las, o que pode ocasionar acidentes. Claro que isso não quer dizer que você não deve ter cortinas em casa, mas talvez optar por persianas seja uma opção melhor e mais segura para o seu amigo.

8) Mantenha objetos pequenos e frágeis longe do animal

Como já foi dito, os gatos gostam bastante de mexer nas coisas para brincar. Mas quando é um objeto muito pequeno - como bijuterias, por exemplo - o bichano pode acabar engolindo e se engasgando. Além disso, objetos mais frágeis - principalmente os feitos de vidro - também são um problema, porque podem cair no chão e quebrar.

9) Deixe a lavadora e a secadora sempre fechada

Os gatos têm mania de se esconder nos lugares mais improváveis possíveis. Tanto é que muitos tutores às vezes se desesperam achando que o bichano sumiu, mas na verdade ele só estava escondido. A questão é que se o gato entrar dentro da máquina de lavar ou de secar, e o tutor for desatento, as chances de um acidente são altas. Para evitar que isso aconteça, é bom manter esses eletrodomésticos sempre bem fechados. 

10) Cuidado com os alimentos proibidos para gatos

O paladar dos felinos é naturalmente mais exigente devido à pequena quantidade de papilas gustativas, mas ainda assim eles podem querer se aventurar e experimentar novos tipos de comida. No entanto, alguns alimentos não são bem recepcionados pelo organismo do animal, que é muito diferente do nosso, e isso pode acabar resultando em um gato intoxicado. Por isso, é fundamental ficar atento aos alimentos que gatos podem comer.

Redação: Juliana Melo

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Adote um animal

Esses são os gatos mais caros do mundo - e filhote de um deles pode custar mais de R$600 mil

Os gatos de origem genética rara e aparência exótica conquistam cada vez mais o coração dos gateiros. Além de encantadores na aparên...

Gato

Areia para gato que não deixa cheiro: tutora de 10 gatos indica o melhor tipo e dá dicas de como limpar

Para tutores de muitos gatinhos, a escolha de uma areia para gato que não deixa cheiro por toda a casa é crucial para manter o ...

Gato

Esse vegetal inofensivo é capaz de provocar uma reação perturbadora no seu gato

Julgar os sentimentos e medos de um gato é injusto e não é nada legal. Enquanto os humanos sentem medo de coisas consideradas “bobas...

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Ver todas