Saúde

Veja em infográfico quais são as doenças de cachorro mais perigosas!

Manter a saúde do cachorro é fundamental para que ele tenha uma vida longa e plena. Infelizmente, os cães ainda são vulneráveis a diversos problemas bem graves e que podem até mesmo tirar a vida do animal. Cinomose, leishmaniose e a parvovirose canina são alguns exemplos de doenças de cachorro que precisam da atenção dos tutores. Felizmente, a maioria delas pode ser prevenida com ações simples. Para te ajudar a identificar melhor cada uma dessas doenças de cachorro, o Patas da Casa preparou um infográfico com os sinais de seis enfermidades perigosas para a saúde canina.

Da raiva canina à doença do carrapato: veja quais são as doenças de cachorro mais perigosas
Da raiva canina à doença do carrapato: veja quais são as doenças de cachorro mais perigosas

Mais Lidas

Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
Saúde animal

Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
Saúde animal

Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
Saúde animal

Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
Saúde animal

Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

6 doenças de cachorro que precisam da sua atenção!

1) Raiva:

A raiva canina é uma das zoonoses mais perigosas que existem. A doença é causada por um vírus que age diretamente no sistema nervoso central do cachorro, provocando uma série de mudanças comportamentais. Cães que são calmos e tranquilos podem se transformar em um cachorro super agitado e até mesmo agressivo, além de outras alterações. O vírus da raiva é transmitido pelo contato de um organismo saudável com outro que já foi infectado - na zona rural também é comum a transmissão pela mordida de morcegos. A raiva não tem cura, por isso a vacinação é obrigatória para controle da doença.  

2) Cinomose:

A cinomose é uma doença de cachorro provocada por um vírus altamente transmissível. Com ação muito rápida, ela pode matar o cãozinho se ele não receber atendimento médico imediato. Filhotes de cachorro ou cães idosos são mais propensos a adquirirem a doença, porque o vírus da cinomose tem “preferência” por sistemas imunológicos mais fragilizados.  A doença costuma ter três estágios e vários sintomas diferentes. O quadro é tratável e com chances de cura, desde que o sistema nervoso central não tenha sido afetado. Assim como a leishmaniose canina, a cinomose também pode ser prevenida por meio da vacina para cachorro.

3) Parvovirose canina:

Uma das doenças de cachorro mais conhecidas e perigosas, a parvovirose canina é altamente contagiosa e pode prejudicar bastante a qualidade de vida do animal contaminado. O parvovírus canino é o responsável pela doença, que se manifesta principalmente com a presença de diarreia escura, acompanhada ou não de sangue. Sem o devido tratamento, a desidratação decorrente da diarreia pode acabar levando o cãozinho à morte. A parvovirose canina é prevenida com a administração da vacina V8 ou V10, que também ajuda a evitar doenças como a cinomose e variações da leptospirose. 

4) Dirofilariose canina:

Também conhecido como o verme do coração, a dirofilariose canina é uma doença complexa  e perigosa transmitida pela picada de mosquitos infectados. Os insetos depositam microfilárias na corrente sanguínea do animal, que são vermes que crescem dentro do organismo canino e podem invadir o coração do cachorro, levando à morte. Os sintomas costumam aparecer somente com a evolução da doença, e por isso é tão importante manter uma rotina frequente no veterinário. 

Um simples exame de sangue é capaz de detectar o verme do coração ainda no início, facilitando bastante o tratamento. Se o seu cachorro convive em um ambiente com muitos mosquitos, é bom adotar algumas medidas preventivas, como a administração do vermífugo para cães específicos para esse tipo de verme.

5) Leishmaniose canina:

Causada por um protozoário (Leishmania) que atinge o sistema imunológico dos animais, a leishmaniose canina deixa o cachorro extremamente vulnerável. A transmissão ocorre por meio da picada do mosquito palha contaminado - ou seja, quando o inseto já picou um cachorro infectado anteriormente. Como a imunidade fica mais fragilizada, os sintomas da doença costumam ser diversos e afetam todo o corpo do animal, mas os principais sinais são alterações dermatológicas, oculares e gastrointestinais. O cachorro contaminado também pode apresentar mudanças neurológicas. Embora não haja cura para a leishmaniose canina, é possível controlar os sintomas com o acompanhamento certo. A doença pode ser prevenida com uma vacina anual. 

6) Doença do carrapato:

Transmitida pela picada do carrapato marrom (Rhipicephalus sanguineus), a doença do carrapato ocorre quando bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea do animal. As duas principais manifestações da enfermidade são a erliquiose, causada pela bactéria Ehrlichia Canis, e a Babesiose, causada pelo protozoário Babesia Canis. Nos dois casos, os sintomas são basicamente os mesmos: febre, anorexia, falta de apetite, mucosas pálidas e sangramento nasal em alguns casos. Se houver qualquer suspeita da doença, o tutor deve procurar um médico veterinário o quanto antes para dar início ao tratamento. Diferente das outras doenças de cachorro citadas, a doença do carrapato não pode ser prevenida com a vacinação. A melhor forma de evitar que seu amigo de quatro patas sofra com esse problema é eliminando todas as chances do cachorro pegar carrapato.

Redação: Juliana Melo

Mastite em gatos: saiba tudo sobre a doença que atinge as fêmeas

Próxima matéria

Mastite em gatos: saiba tudo sobre a doença que atinge as fêmeas

Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
Cuidados

Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
Brinquedos

Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

Pinscher: quais os tamanhos dessa raça de cachorro? Confira o infográfico!
Pequenos

Pinscher: quais os tamanhos dessa raça de cachorro? Confira o infográfico!

O Pinscher é uma das raças de cachorro mais populares do Brasil. O que pouca gente sabe é que existem variações no tamanho desse cachorro pequeno: Pinscher 0, Pinscher 1, Pinscher 2 e Pinscher Miniatura. Essa classificação serve para ajudar criadores e tutores brasileiros a identificarem o tamanho desse cãozinho. Ficou curioso? Preparamos um infográfico bem completo sobre esse assunto!

Vitamina para cachorro: veterinária explica em quais situações os suplementos são recomendados!
Alimentação

Vitamina para cachorro: veterinária explica em quais situações os suplementos são recomendados!

Quando falamos da alimentação dos nossos peludos, sempre surge aquela preocupação em relação aos nutrientes. A ração é suficiente para que se mantenham fortes e saudáveis ou é necessário inserir uma vitamina para cachorro nessa rotina? A verdade é que depende de muitos fatores e um deles é o estado geral da saúde e a idade do animal. A escolha de uma ração de qualidade é determinante para oferecer todos os nutrientes que ele precisa. Cães filhotes, idosos e cadelas prenhas, por outro lado, podem acabar precisando de um suplemento vitamínico. Para entender melhor em quais situações a vitamina para cachorro é recomendada, conversamos com a Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular. Veja o que a especialista falou!

Ver Todas >

Dermatite seborreica canina: entenda mais sobre o problema que atinge a pele dos cães
Saúde animal

Dermatite seborreica canina: entenda mais sobre o problema que atinge a pele dos cães

A pele dos cães é mais sensível e frágil do que parece. A dermatite seborreica em cachorro - também conhecida apenas como seborreia canina - é um problema de pele bastante comum nos nossos amigos de quatro patas. A doença em si não representa nenhuma ameaça à saúde do cachorro, mas a falta de tratamento adequado pode levar à progressão do quadro, o que, consequentemente, pode desencadear situações mais graves. 

Como secar o leite da gatinha? Veterinária dá dicas para fazer do jeito correto
Saúde animal

Como secar o leite da gatinha? Veterinária dá dicas para fazer do jeito correto

As primeiras semanas do filhote de gato são extremamente importantes para o desenvolvimento do animal. A amamentação felina é um dos principais passos para que o filhotinho receba os nutrientes necessários para crescer saudável e forte, já que o leite materno fortalece o sistema imunológico. No entanto, entre a sétima e oitava semana de vida dos filhotes de gato, a produção de leite da mãe gata deve parar. Caso contrário, uma complicação comum é quando a gata fica com leite empedrado.

Quais as características da panleucopenia felina que merecem atenção?
Saúde animal

Quais as características da panleucopenia felina que merecem atenção?

A panleucopenia felina, que também é chamada incorretamente de cinomose em gatos, é uma doença viral extremamente contagiosa que tem o parvovírus felino como agente causador. A doença pode ser fatal em gatinhos jovens, com menos de 1 ano e que não foram vacinados. Por isso, é muito importante manter a vacinação de seu pet em dia. 

Alopécia canina: saiba mais sobre a queda de pelos em Dachshunds
Saúde animal

Alopécia canina: saiba mais sobre a queda de pelos em Dachshunds

O Dachshund, popularmente conhecido como o cachorro salsicha, é uma raça que está presente em vários lares brasileiros e ao redor do mundo. São cães alegres, divertidos e que melhoram a energia de qualquer lugar. No entanto, quem tem um cachorro dessa raça deve ficar atento a alguns problemas de saúde que são bastante comuns, como a alopecia canina. 

Ver Todas >